Sábado, 23 de Junho de 2007

2012: A verdade está aí algures...



Já há algum tempo que não venho actualizar o meu blog. Como gosto de colocar sempre uma reflexão sobre um determinado tema, o tempo disponível nem sempre é suficiente para tal.

Ultimamente tenho lido muito sobre o ano 2012. Não acredito num fim-do-mundo previamente anunciado, até porque já houveram tantas previsões fatídicas para 2000 e 2006 que não se concretizaram. Mas acho que existem algumas "coincidências" acerca do ano 2012 que merecem alguma reflexão.

De acordo com o Calendário Maia ancestral, aproximamo-nos do fim do ciclo de 26.000 anos que se completa a 21 de Dezembro de 2012. O curioso é que o Calendário Maia termina aí, mas esse facto poderá ter a ver com o desaparecimento precoce desta antiga civilização, ainda misteriosa. Não acredito que isto indique o "fim do mundo", mas sim que se refira ao fim dum ciclo e ao início de outro. Existem outros povos ancestrais que no seu legado deixaram previsões para o final dum ciclo, o que vivemos agora, e início duma nova Era.

Também li sobre o efeito dum "Cinturão de Fotões" que está a “despertar” a consciência e capacidades ocultas dos humanos e está a diminuir gradualmente a rotação da Terra, aumentando a
ressonância de Schumann. Quanto a frequência de ressonância atingir os 13 ciclos, a Terra vai parar e entrar no ponto zero do campo magnético, ficando assim por dois ou três dias e depois começará a girar novamente na direcção oposta, provocando a inversão dos pólos magnéticos. Com ou sem Cinturão de Fotões, sabe-se cientificamente que algo está a aumentar a ressonância de Schuman e sabe-se que a inversão dos pólos ocorreu várias vezes no passado, inclusive quando os humanos já vagueavam na Terra. Mas sobrevivemos, apesar duma inversão dos pólos magnéticos nunca ser “pacífica” e provocar muitos cataclismos e alterações climatéricas abruptas.

 

Outras teorias, algumas interessantes, outras nem tanto, incluem o contacto com ET’s, a abertura para outras dimensões, a queda dum asteróide, a entrada numa Era Glaciar, uma lua de Marte que saiu da sua órbita e caminha para nós, etc, etc...

 

Uma coincidência (ou não, pois não acredito em coincidências) é o facto de, em 2008, iniciar-se mais um ciclo (prematuro) de tempestades solares. É um facto. Estes ciclos ocorrem a cada 10 anos, aproximadamente. Está previso que o próximo inicie-se em 2008 e atinja o seu auge em 2012, sendo o mais forte dos últimos 50 anos. Consequências? Problemas nas comunicações em muitos pontos do globo e alterações climatéricas. Nada de alarmante, a não ser que ultrapassem os limites previstos.

 

Por mais teorias, cientificamente correctas/fundamentadas ou não, que possa colocar aqui, a verdade é só uma: as consciências precisam de mudar o mais rápido possível, antes que seja tarde demais – se já não o for. O mais natural é que a Terra proceda à selecção/redução do número de seres humanos, seja de que forma for e seja quando for.


A verdade é que tem que haver algo que no futuro abane a Terra ao ponto de mudar tudo e de acabar com os conceitos do passado, onde as religiões dêem lugar a uma espiritualidade mais global e menos dogmática, onde o capitalismo e a ganância deixem de ser a ignição para destruir o ambiente e as pessoas, onde as máquinas sirvam como auxiliares e não para alienar os pensamentos, onde todos sejam verdadeiramente iguais e não julgados pela sua riqueza ou poder. E claro que para isso o cérebro humano tem que despertar, tem que desenvolver novas capacidades e atrofiar algumas das que tem agora. Claro que o DNA tem que mudar, ou nunca iremos evoluir. E acredito que a Terra e o Universo trabalhem para que o caos não domine...

 

Por isso, resta-me continuar na minha "busca pela verdade", continuar a abrir a minha mente, atenta para não cair em rasteiras e aprendendo a distinguir o que é verdadeiro do falso, amar incondicionalmente, respeitando o próximo e a Terra. Assim, sei que, vindo o que vier quando vier, não vivo atormentada ou presa, enredada em esquemas materialistas.


Não acredito no medo, na mentira, na estagnação, no fim de tudo. Acredito numa transformação, numa transição para uma Era melhor, onde todos possamos viver em fraternidade.

publicado por LadyArwen às 21:03

link do post | Comentar | Ver comentários (7) | Adicionar

.Pesquisar neste blog

 
QUEM SOU: Joana Martins

ASTROLOGIA: Aquário com ascendente em Caranguejo

COMO SOU: Irreverente, obstinada, polémica, mas ao mesmo tempo calma, pacífica, sonhadora...

SUMÁRIO: Uma idealista que gostaria de viver num mundo muito diferente

.A Lady Arwen...

.Posts recentes

. 2012: A verdade está aí a...

.Biblioteca da elfa

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Dezembro 2008

. Maio 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

.Os meus links


visitantes online

Free Site Counters
hit Counter