Sábado, 19 de Maio de 2007

O lado lunar - uma reflexão



A vida é feita de alegrias e tristezas, de boas surpresas e desilusões, de escolhas certas e erradas, de perguntas e respostas. Por vezes, sentimo-nos perdidos no meio desse labirinto, sem saber bem por onde seguir e o que fazer. Nem tudo é "preto e branco", quase tudo varia entre muitos tons de cinzento...

Todos temos um lado bom, "solar", e um lado mau, "lunar". Todos, sem exepção alguma. Ninguém é "melhor ou pior" que ninguém. Em algumas alturas, mostramos mais uma face do que outra, dependendo do que sentimos. Mas será que devemos tentar eliminar o "lado lunar", ou será que esse tem uma função?

Quando nos deixamos dominar totalmente pelo "lado lunar", acabamos transmitindo para os outros uma carga de energia negativa, exercendo o "poder" de forma errada, atacando deliberadamente os outros só para não assumir as nossas fraquezas, controlando e desconfiando dos outros, provocando, difamando e ofendendo os outros, chegando por vezes a recorrer à mentira. Descarregando as nossas frustrações em cima de todos, humilhando-os quando somos chamados à atenção.

Todos temos esse lado obscuro, e exercemos esses comportamentos numa ou noutra altura da nossa vida. Mas quando esses comportamentos deixam de ser pontuais e tornam-se sistemáticos, algo está errado... e é em nós, não nos outros.

Nesse caso, tendemos a não "enxergar" os nossos defeitos, mas estamos sempre prontos a apontar o dedo a outros, de forma quase sempre injusta. Tendemos a não fazer auto-crítica e a não reflectir sobre os nossos erros, mas estamos sempre a criticar os outros, "por ter cão ou por não ter". Não gostamos de ser discriminados por uma ou outra razão, mas muitas vezes, sem que nos apercebamos ou propositadamente, discriminamos os que nos rodeiam. Queremos sempre que nos compreendam e nos perdoem, mas guardamos rancor quando alguém nos magoa.

Então o que devíamos fazer com este "lado lunar"?... Devíamos permitir que ele nos deixe "ir ao fundo", deixar sentir as nossas tristezas, os nossos medos, as nossas dores, sem camuflá-los, deixar que a escuridão nos permita olhar para dentro e não "respingar negativismo" para os que nos rodeiam. De certa forma, controlá-lo mas sem guardar para dentro o que nos preocupa. Tentar fazer escoar a carga negativa com o mínimo de danos e com o máximo de auto-conhecimento. Libertar-nos de ódios e rancores que nos corroam por dentro.

Tudo isto pode ser fácil de perceber, mas é sempre difícil de pôr em prática e leva muito tempo. Porque, infelizmente, estamos diariamente a ser bombardeados por más notícias e por muitas pessoas que utilizam o seu "lado lunar" como uma máquina de sugar energia dos outros, os chamados "vampiros energéticos", seja através dos meios de comunicação, seja pessoalmente.

E tudo isto vai criando revolta dentro de nós, levando-nos a cometer injustiças. E preocupamo-nos em "ripostar", quando o que temos que aprender é a "dar a volta por cima", mostrar que estamos bem, seguir com a nossa vida, valorizar quem gostamos e, acima de tudo, evitar ser injusto. Apenas ignorando aqueles que nos querem mal. "Ignorando os ignorantes"... Deixar entrar a luz, a bonança após a tempestade e tirando lições de tudo. Com mais sabedoria, com a consciência leve e tranquila, saberemos enfrentar melhor os obstáculos que forem surgindo. E seremos felizes.


Porque quem se deixa dominar pelo lado lunar, não é uma pessoa feliz. Não se sente realizada. Corre o risco de se tornar para sempre uma pessoa amarga, isolada, queixosa e incapaz de amar, ampliando qualquer sofrimento que possa ter.


"O medo conduz à raiva, a raiva conduz ao ódio, e o ódio... leva ao sofrimento." (Yoda)

Dedico esta reflexão a algumas pessoas que encontrei ao longo da vida mas cujos nomes prefiro não enumerar, por uma questão de respeito, apesar de não o terem tido comigo nem com as pessoas que me são queridas.
Tags: , ,
publicado por LadyArwen às 23:15

link do post | Comentar | Adicionar

.Pesquisar neste blog

 
QUEM SOU: Joana Martins

ASTROLOGIA: Aquário com ascendente em Caranguejo

COMO SOU: Irreverente, obstinada, polémica, mas ao mesmo tempo calma, pacífica, sonhadora...

SUMÁRIO: Uma idealista que gostaria de viver num mundo muito diferente

.A Lady Arwen...

.Posts recentes

. Momento musical...

. A comédia nas Eleições Le...

. Momento musical...

. A calmaria do Sol: bonanç...

. O número 9 e a data 9/09/...

. E se a Carolina Patrocíni...

. 11:11

. Earth song

. O mar fala de ti

. Eles falam falam...

.Biblioteca da elfa

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Dezembro 2008

. Maio 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

.Os meus links


visitantes online

Free Site Counters
hit Counter